Cinque Terre

La Spezia, Portovenere e as "Cinque Terres":
Monterosso, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore

monterosso_

Seguindo as dicas e o roteiro de Ricardo Freire, blogueiro do Viaje na Viagem, embarcamos em um trem de Florença para La Spezia,  para um alô de 2 dias na costa da Riviera Ligure, rumo as fofíssimas Cinque Terres.

Cinque Terre é o nome de 5 comunas/villas construídas em trechos acidentados próximos ao  Mar da Liguria. Ou seja, um mix de casinhas coloridas, relevo montanhoso, parreirais e mar. Impossível não curtir.

Percorremos as Terres de trem e de barco. São todas conectadas por túneis e o trajeto pode ser iniciado tanto de Levanto como de La Spezia. Seguimos a dica do Blog e montamos base em La Spezia, uma cidadinha linda que não teve tempo para ser devidamente explorada :(

No primeiro dia, chegamos de Florença, deixamos as malas e partimos de trem direto para Monterosso. Passamos algumas horas lá e em seguida partimos para o por-do-sol em Corniglia.

Captura de Tela 2014-11-24 às 19.06.32

1. Monterosso

Monterosso é a maior das 5 terres. Indicada para os que desejam tomar um banho e passar horas na areia, tomando um sol, etc, já que as outras não vão dispor dessa área toda. A comuna é toda rodeada por colinas cheias de parreirais, de onde se tiram as uvas pro vinho da região –  o “sciacchetrà”, muito bom! 

 

2. Corniglia

Corniglia está no centro das terres e é localizada bem ao alto, tanto que não tem acesso pelo mar e são escadas infinitas para se atingir a cidade de fato.

Decidimos ir pra lá no primeiro dia pois a ideia era fazer o passeio inteiro de barco no segundo dia, ou seja, não daria pra acessar Corniglia. A decisão foi a melhor possível pois o por-do-sol do topo da colina foi incrível. Nunca tínhamos visto o sol se por no mar, já que no Brasil o sol nasce no mar e se põe em outro canto, puff.

No segundo dia a ideia era pegar o barco, parar primeiro em Portovenere e de lá percorrer todas as terres, voltando de Monterosso à La Spezia de trem. Bem, é possível fazer isso passando um tempo apertado em cada cidade, sem muito espaço pra subir nas colinas e conhecê-las por inteiro. Mas é suficiente pra ter uma ideia geral da região.

3. Portovenere

Portovenere faz fronteira com La Spezia e abre porta para as cinque terre localizadas logo em seguida. Na real é considerada como a “sexta terre”, pois tem um design bem parecido, com construções bem coloridas e que sobem montanhas. Sobre suas particularidades: possui muralhas, um castelo, uma igreja bem ao alto e uma longa área beira mar.

4. Riomaggiore

Os registros de Riomaggiore datam do século 8 … Já faz um bom tempo que a galera resolveu “favelar” nas colinas (Brimks).

Na verdade os italianos buscavam um clima ideal para suas especialíssimas uvas e nada melhor que as colinas e o crescimento no mediterrâneo, hm.

Riomaggiore é famosa por dar início a tal Via dell’Amore, um caminho construído em paralelo ao mar e as montanhas, gerando esse vibe romântica que eu nem senti porque tudo estava interditado pelos desabamentos – recorrentes na região. MIMIMI.

5. Manarola

A terre mais fofinha, a começar pelo nome.

6. Vernazza

Vernazza é considerada a comuna que mais caracteriza Cinque Terre. Tem um pequeno e charmoso porto, uma torre construída para proteger a cidade dos piratas e claro, as típicas casinhas coloridas.

Um terceiro dia para percorrer as trilhas a pé – para os fortes – é uma boa dica!

– Em breve, mais sobre Itália! #Para Roma com amor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s