sobre o cerrar de las ventanas

numa merda, escrevendo embaixo da cama, em alaranjado

com o nem pó que se ou me entende

sobre o deixar de possuir o encanto

linhas lá de dentro que perderam a direção, o foco

minha química semioticamente deficiente

está me apagando

 

 

 

o papel rachurado por lágrimas pede desculpas por se ausentar assim de repente

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s